Portuguese pages

Warning message

Nonexistent node nid: 378.

Recent Blogs

A Amazônia Sob Ameaça: Represamento Do Rio Madeira

Thursday, October 11, 2007
A Amazônia está sob ameaça. O governo brasileiro está planejando construir duas imponentes represas em um dos seus mais importantes tributários, o rio Madeira. Os projetos ameaçariam a biodiversidade única do rio, destruindo o habitat de peixes, golfinhos, papagaios e diversas espécies de mamíferos, e afetariam as terras e o sustento de milhares de moradores das margens dos rios, além das comunidades indígenas. O rio Madeira e a diversidade de vidas que ele sustenta poderiam ser gravemente afetados. Mas ainda não é muito tarde. Com a sua ajuda podemos mostrar ao governo brasileiro

Rio Xingu, Brasil

O rio Xingu, de 1.979 km (1.230 milhas) de extensão,corre do cerrado, ou savana tropical da região central do estado do Mato Grosso, Brasil, rumo ao norte na Amazônia. A sua bacia cobre uma área de 531.000 km². 25.000 índios, de 18 grupos étnicos distintos, vivem ao longo do Xingu. Em 1989, uma mobilização internacional, liderada pelos índios Kayapó, paralisou os planos da companhia estatal de eletricidade, Eletronorte, de construir um complexo de seis barragens no Xingu e o seu tributário, o Iriri. Agora, a Eletronorte está propondo a construção de uma primeira grande barra

Rio Madeira

Madeira River vista
A Amazônia está sob ameaça. O governo brasileiro está construindo duas imponentes represas no principal tributário do rio Amazonas, o rio Madeira. As barragens ameaçam a biodiversidade única do rio, e afetam as terras e o sustento de milhares de moradores das margens dos rios, além das comunidades indígenas. A bacia do Madeira cobre cerca de um quarto da Amazônia brasileira. O rio é rico em sedimentos que traz dos Andes. A região também é um verdadeiro tesouro de biodiversidade, mantendo a vida de cerca de 750 espécies de peixe, 800 tipos de pássaros e outros animais selva

Hidrovia Paraguai – Paraná

Pantanal wetlands site planned for barge port, Mato Grosso
A hidrovia é um plano dos cinco paises da bacia da Prata para transformar os rios Paraguai e Paraná em um canal industrial de navegação. Segundo o plano original desenvolvido em 1997 pelo Comitê Intergovernamental da hidrovia (CIH), com o apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento e o Programa das Nações Unidas para Desenvolvimento, se faria intervenções de engenharia, inclusive derrocamento, dragagem, e canalização estrutural em centenas de sítios ao longo do sistema de 3.400 km, desde Cáceres, Mato Grosso, Brasil até Nova Palmira, Uruguai. O Pantanal, a maior região de

Declaração de Chixoy

Friday, October 21, 2005
Rede Latino-americana contra as barragens e pelos rios, suas comunidades e a água. Colônia El Naranjo. Cubulco. Baja Verapaz. Guatemala Desde as terras de Chixoy, rio que em suas águas leva o sangue de 444 camponeses, povos originários, indígenas, mulheres, jovens, crianças e velhos guatemaltecos que resistiram à construção da barragem e foram massacrados em 1982 pelo aparato repressivo militar; 418 representantes de povos indígenas e negros, de mulheres, organizações sociais, ambientalistas, religiosas, camponesas, de direitos humanos, sindicalistas, universidades e meios de

Amazônia Viva

Vaupés River, Colombian Amazon
Defendendo os Ríos e Seus PovosA Campanha Amazônia Viva está no Google Earth! Map of the Rivers of the Amazon Wikipedia Commons A bacia do rio Amazonas, com a metade de todas as florestas tropicais remanescentes no planeta, é uma região imensa, quase o tamanho da área continental dos Estados Unidos. Os paises amazônicos são Brasil, Bolívia, Peru, Equador, Colômbia, Venezuela, Guiana, Suriname, e Guiana Francesa. A região é alvo também pela implantação de projetos de grandes hidrelétricas - mais de 10.000 km2 já foi inundada por barragens na Amazônia Brasileira, e mais de 6

Os rios Paraguai e Paraná

Construction of Barra Grande dam, Pelotas River, Brazil
Os rios Paraguai e Paraná são os principais cursos d’água da chamada bacia da Prata, a segunda maior da América do Sul, depois da Amazônica (2.800.000 km²), fluindo através do Brasil, Bolívia, Paraguai, Argentina, e Uruguai. O Paraná nasce nas terras altas do leste do Brasil, enquanto que o Paraguai corre do Mato Grosso e da região do Chaco. O Paraná corre por 4.695 km (aproximadamente 3.000 milhas), escoando no estuário da Prata, próximo a Buenos Aires e Montevidéu. Há 130 barragens de mais de 10 metros de altura na bacia do rio Paraná, atingindo o Paraná e seus tribut

IIRSA

River port, Brazilian Amazon
A Iniciativa pela Integração da Infra-estrutura Regional Sul-americana (IIRSA) e uma série de projetos ousadas sendo propostas pelos governos sul-americanos, que prevê a construção de uma rede de grandes obras de infra-estrutura no continente, inclusive estradas, hidrovias, portos, e interconexões energéticos e de comunicações. Proponentes do projeto dizem que a melhor maneira de alcançar o desenvolvimento regional e em conquistar os "obstáculos geográficos" da América do Sul – a floresta amazônica, o Pantanal, a cordilheira dos Andes, e as savanas do Chaco. Muitos

Hidrelétricas no Brasil

Tucuruí Dam, Brazilian Amazon
Brasil e uma das nações do mundo que mais construí barragens, e está altamente dependente em hidroeletricidade, com 80% da sua energia elétrica proveniente de grandes represas. Apesar de novas iniciativas para diversificar as suas fontes de geração de energia elétrica, as agencias de planejamento de energia e as industrias seguem pressionando pela grande expansão da geração de hidroeletricidade no Brasil, argumentando que isso seja crucial para a economia do país crescer. Enquanto os críticos das hidrelétricas recomendam maneiras mais apropriadas e menos destrutivas de gerar ene

América Latina

América Latina é conhecida pela força e beleza dos seus sistemas fluviais – o Amazonas, com a maior bacia hidrográfica do mundo; os rios Paraguai e Paraná e o seu complexo de áreas úmidas; o Usamacinta que flui pelas florestas da região dos Mayas; e as águas prístinas da Patagônia. Estes rios são berçários de vida para uma diversidade enorme de espécies de plantas e animais, e fontes de bem-estar pelos povos tradicionais – indígenas e ribeirinhos. As barragens deixaram um legado terrível na região, como em Guatemala onde indígenas opostos à represa Chixoy foram mass

Pages